Insanity Seeker

A Loucura o leva à verdade, assim como a Verdade o leva à Loucura.


A coisa mais misericordiosa do mundo, creio eu, é a incapacidade da mente humana em correlacionar todo o seu conteúdo.
Vivemos numa plácida ilha de ignorância em meio a negros mares de infinito, e não está escrito pela Providência que devemos viajar longe.
As ciências, cada uma progredindo em sua própria direção, têm até agora nos causado pouco dano; mas um dia a junção do conhecimento dissociado abrirá visões tão terríveis da realidade e de nossa apavorante situação nela, que provavelmente ficaremos loucos por causa dessa revelação ou fugiremos dessa luz mortal rumo à paz e à segurança de uma nova Idade das Trevas.
H.P. Lovecraft

O Fundo do Poço | The Pit Bottom

September 12th, 2008 by Lordspy

Um homem nunca sabe o quão feliz é até descer um nível abaixo na vida…

E nunca sabe o quão infeliz pode ficar até chegar no fundo do poço…

E jamais conseguirá se destacar em sua área até efetivamente ter encontrado os limites do poço para saber como procurar o fundo.

O que poucos sabem é que o fundo do poço, ao contrário do que muitos pensam, não diz respeito à questão monetária… dinheiro é bom, ajuda, mas não é a falta dele que indicará que um está no fundo do poço.

Eu sempre odiei uma determinada área de atuação, mesmo antes de começar a universidade, pois eu sabia que tal área de atuação apresenta um certo dano, alto a se saber, a respeito do processo de evolução… e não digo apenas no quesito de evolução biológica, mas também no intelectual.

Pois então que há a necessidade de se vasculhar, apalpar tal área para determinar se esse é o poço a que me refiro, atuar nela (não por ela) até conseguir determinar os limites e então avançar cada vez mais até não conseguir ou até atingir o fundo do poço…

Bem, foi identificado… a área me rende monetariamente o suficiente, principalmente onde estou agora, pois viabiliza para que ano que vem eu consiga realizar um antigo sonho.

Porém muitos acham que o fundo do poço diz respeito à falta de dinheiro, vejam onde cheguei, não o tenho para gozar a vida sem trabalhar, mas posso realizar meu sonho. Porém, não apenas trabalho na área que mais detesto, mas trabalho na área que mais detesto, em uma empresa que visa viabilizar para que tal área possa ocorrer sem que haja interrupções, impedindo-a de ser eliminada.

Ou seja… estou ajudando a área que odeio a crescer…

Virei uma contradição… me tornei um paradoxo… cheguei no fundo do poço… agora é preparar o terreno para permitir me propulsionar adiante e para fora… e ser feliz

————————– ENGLISH —————————
A man never knows how happy he is until step down a level in life…
And never know how unhappy he might be untill hit the pit bottom…
And never will be able to be good in his own area (of work) without having found the pit limits to know how to look for the bottom.

What few knows is that the pit bottom, otherwise as many might think, does not concern the monetary issue… money is good, it helps, but it isn’t its lack that shall indicate you are on the bottom.

I’ve allways hated a specific field of work, even before the University, because I knew that such field presents a certain damage, a high one, in my opinion, concerning the evolution process… and I’m not saying as biological evolution, but in the intelect one.

So, there is the need to seek for, to touch such area and find out if it is the pit, as I refer, act on it (not by it) until be able to know the limits and then go ahead, deeper and deeper until exhaustion to handle or until hit the bottom…

Well, it was identified… the field pays enough, mainly where I’m working now, because I can fullfill an old dream next year

Therefore, as many thinks the pit bottom is about the lack of money, see where I am, I haven’t to enjoy life without working, but I can fullfill an old dream. However, not just I work in the most despicable field, according to myself, but I work in it, for a company aiming to make the field able to work “better and better”, eliminating the risk of it being eliminated (or diminished… as I think would be fair).

So be it… I’m helping my nemesis to grow up…

Have turned myself into a contradiction, a paradox… Arrived in the pit bottom… now it is time to prepare the plans to propel myself up ahead and outside… and be happy…

4 Responses

  1. Lud

    Você não se tornou uma contradição, meu caro. Por mais que tentamos ensinar às contas do mês outros endereços que não os nossos, elas são muito teimosas… Não há emprego ideal, mas torná-lo mais insuportável que o real é opcional (ainda).

  2. Morben

    Tá chique no úrtimo! Bom saber que ainda existem conteúdos líveis nos blogues da vida.

  3. DJC

    É bom ver que alguns dos meus amigos ainda não foram “assimilados” pela comunidade borg! :)

    E, a propósito, concordo totalmente com o Lud. :P

  4. Biljana

    Someone ( that would be me :) ) once said that now we are on the bottom and there is no more way down except that we can reach only up…so… Try to look on a bright side of life…Someone ( not me :) ) once said that life is not measured with how many breath we take , but with moments that are taking our breath away….So..tomoRRow :) is a new day… U may look around the corner :)

Leave a Comment

Please note: Comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.